agosto 22 2018 0comment

Instituto Tênis passa a realizar parcerias com clubes

A iniciativa, que nasce para ser um braço do Projeto Massificação, tem o intuito de disseminar a metodologia de base da entidade, além de descobrir e desenvolver novos talentos por todo o Brasil

O Instituto Tênis, entidade sem fins lucrativos que apoia o desenvolvimento do tênis nacional, investirá em uma nova frente para a expansão das iniciativas da entidade: a parceria com clubes de todo o País. Em 2018 e 2019 o foco será no estado de SP. O objetivo é acelerar o processo de democratização da modalidade esportiva e, sobretudo, reconhecer e desenvolver novos treinadores e atletas do tênis brasileiro.

A primeira parceria, que acaba de ser oficializada, é com o Clube de Campo de Rio Claro, localizado no interior de São Paulo. De acordo com Cristiano Borrelli, diretor executivo do Instituto Tênis, o projeto tomou corpo porque alguns clubes já estavam buscando a entidade visando aplicar a sua metodologia localmente. “Enxergamos este movimento como uma oportunidade única de ampliar o escopo do nosso trabalho e contribuir diretamente no processo de formação de centenas de crianças nesse próximo ano. Já existem mais três negociações em andamento”, comemora o executivo.

A princípio, o Instituto Tênis se propõe a capacitar os treinadores e coordenadores técnicos dos clubes interessados. Quem estará à frente desta tarefa será Marcelo Motta, coordenador técnico da Massificação. “A preparação oferecida por este profissional também ajudará os novos parceiros em questões de planejamento, organização das turmas, implementação dos planos de aula e expor eventual necessidade de aquisição de materiais para a prática do esporte, por exemplo”, explica.

“De maneira geral, as atividades têm como meta alcançar atletas de seis a dez anos, mas à medida que o projeto for se consolidando, acredita-se que todas as faixas etárias de crianças que treinam nestes clubes poderão ser atingidas”, afirma Borrelli.

Outro detalhe importante, que certamente contribuirá no processo de formação dos novos tenistas, será a realização permanente de intercâmbios entre o Instituto e os clubes. Desta forma, os atletas que mais se destacarem dentro das quadras locais, receberão a oportunidade de treinar no Centro de Treinamento da entidade, situado em Barueri, São Paulo. “Esta possibilidade servirá como motivação e norte para os meninos e meninas que sonham, em um dia, jogar tenis profissional”, destaca o executivo.

Em um futuro próximo, cogita-se, ainda, a possibilidade de trazer os atletas de outras cidades para integrarem a equipe de alto rendimento do Instituto e, assim, se juntarem aos demais atletas que já fazem parte do time. “A alternativa é válida para aqueles que tiverem 14 anos completos e possuírem um bom nível tenístico”, finaliza Borrelli.

Os clubes interessados devem entrar em contato pelo site do Instituto Tênis para obterem mais informações.