junho 26 2018 0comment

Empresas paulistas podem destinar parte do ICMS para o fomento ao esporte

Lei estadual de incentivo permite a expansão de iniciativas de grande impacto social, como as promovidas pelo Instituto Tênis

A Lei Paulista de Incentivo ao Esporte vem sendo um pilar muito importante para o desenvolvimento das atividades implementadas pelo Instituto Tênis, organização sem fins lucrativos que apoia o desenvolvimento do tênis nacional.

A legislação permite que as empresas paulistas revertam parte do pagamento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para projetos esportivos aprovados pela SELJ – Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. Dessa forma, além de poderem se tornar grandes incentivadoras das mais diversas modalidades esportivas, as companhias podem associar as suas marcas a causas realmente relevantes para as suas reputações, sem pagar nada a mais por isso.

O Instituto Tênis, por exemplo, investe a verba captada por meio da lei estadual para a disseminação do tênis na rede de escolas públicas do estado de SP. “O projeto de Massificação, cujo público alvo consiste em crianças de 06 a 10 anos, se dá por meio de parcerias realizadas com prefeituras, escolas, clubes e centros de treinamento. Nossa meta é levar o tênis às crianças que, sem o projeto, não teriam condições e oportunidade para praticar o esporte. O Instituto Tênis oferece profissionais capacitados e material adequado para o treinamento de todos os jovens atletas”, explica Cristiano Borrelli, diretor executivo do Instituto Tênis.

Segundo Borrelli, além de identificar novos talentos, inclusive para que em um futuro integrem a equipe de atletas de alto rendimento da entidade, a ideia é proporcionar uma alternativa de carreira e, possivelmente, o acesso a bolsas de estudos no Brasil e no exterior. “O Projeto Massificação é uma oportunidade relacionada não apenas ao esporte, como também à inclusão. Estimulamos o desenvolvimento das crianças tanto fisicamente como socialmente, gerando oportunidades de uma trajetória profissional sólida e tornando-as melhores cidadãs”, afirma.

“Caso não houvesse o fomento estipulado em lei, teria sido muito mais difícil colocar em prática diversos dos projetos idealizados e já concluídos pelo Instituto Tênis. Unir o esporte à uma marca ou a um determinado produto pode ser um apelo de marketing de grande alcance e isso pode ser realizado sem custos extras, apenas utilizando-se de benefícios fiscais”, explica Borrelli.

Através da Lei Paulita de Incentivo ao Esporte, o Instituto Tênis está captando recursos para o projeto Massificação Instituto Tênis SP ano III. Para maiores informações, acesse: http://www.selj.sp.gov.br/.

Mais informações para a imprensa:

Instituto Tênis

Note! Comunicação | Mariana Nascimento, Gisele Gomes e Fernanda Pancheri

imprensa@institutotenis.org.br | (11) 3136-0544

Apoie a futura geração do tênis brasileiro!

Associe-se ao Instituto Tênis. Juntos, formaremos o nº1.

ESCREVA UM COMENTÁRIO